Corrida por vacina esgota doses em menos de três horas

Dourados, Saúde & Bem Estar
População faz fila para tomar vacina no posto de saúde da Vila Rosa. (Foto: Isadora Spadoni)

Apesar da abertura da campanha de vacinação para toda a população, alguns postos de saúde em Dourados esgotaram seus estoques em menos de três horas e não têm previsão de receber mais doses. Outras unidades foram aconselhadas a continuar atendendo apenas o grupo de risco enquanto um novo lote não for disponibilizado.

A gerente de imunização de Dourados, Carla Cristina Ribeiro da Silva, disse que ficou sabendo pela mídia sobre a abertura da campanha para toda a população.

“Não recebemos nenhuma informação do Ministério da Saúde. Os postos que têm vacina sobrando estão orientados a vacinar todos, mas outros só manterão os grupos prioritários”, disse.

Um novo lote foi solicitado à Secretaria Estadual de Saúde, mas a gerente não foi informada se terão mais vacinas ou quando devem chegar. “A procura foi muito grande nesta manhã e alguns postos já não têm mais doses”, acrescenta.

O Ministério da Saúde disse em nota divulgada na última sexta-feira (2) que ainda havia um estoque de 10 milhões de doses disponíveis em todo o país, do total de 60 milhões adquiridos, por isso a liberação para toda a população.

No posto de saúde da Vila Rosa, as vacinas acabaram antes das 10h desta segunda-feira (5). “Aplicamos 140 vacinas, sendo que cerca de 100 foram para pessoas fora dos grupos de risco”, disse Cristiane Oliveira Botelho, responsável pela sala de vacina da unidade.

Segundo Cristiane, as pessoas interessadas em se vacinar contra a gripe podem procurar qualquer posto de saúde, sem a necessidade de ser o mais próximo de onde mora e sem a obrigação de apresentar o cartão do SUS, diferente do procedimento adotado para outras vacinas.

No posto de saúde do Jardim Guaicurus, a orientação é para vacinar apenas os grupos prioritários, cuja campanha vai até esta sexta-feira (9).

“A secretaria não liberou mais vacinas, então enquanto elas não chegarem, atenderemos somente os reforços das crianças, gestantes e outros pacientes prioritários”, disse uma atendente.

Fonte: Dourados News

Deixe uma resposta