Governo lança edital de concurso para polícia civil

Dourados - MS, 8 de junho de 2017


O Governo do Estado vai realizar neste ano concurso para a polícia civil, para os cargos de delegado, escrivão e investigador. O edital do concurso será publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) que circula nesta quinta-feira (8.). O período de inscrição vai do dia 8 de junho até às 17h do dia 10 de julho. São 30 vagas para delegado (salário de R$ 14.978,26), 100 para escrivão e 80 para investigador, com salário atual de R$ 3.888,26, acrescido do abono de R$ 300,00.

Confira aqui o edital

Ao fazer o anúncio da publicação do edital, Reinaldo Azambuja afirmou que essa ação faz parte do compromisso de fortalecer a estrutura da segurança pública no Estado. “Nós vamos fazer um trabalho com a Polícia Militar e com o Corpo de Bombeiros, para gente fazer um cronograma de concursos públicos para que todo ano tenha ingresso de policiais nas forças de segurança do Estado”, afirmou. Segundo o governador, trata-se de um modelo inteligente de realização de concurso para o ingresso na carreira da segurança pública, pois quando se contrata de uma vez mil servidores, por exemplo, a tendência é de eles se aposentem no mesmo período, criando-se assim uma defasagem no efetivo.

O edital de concurso da Polícia Civil tem 61 páginas e traz algumas inovações em relação aos concursos anteriores. As provas escritas, por exemplo, serão em datas e horários diferentes, o que vai permitir que o candidato possa disputar, por exemplo, a vaga de escrivão e investigador. Mas para isso ele tem que fazer duas inscrições, e a taxa para se habilitar para o concurso é de R$ 197,00. Para o cargo de delegado é exigido bacharelado em direito, e para os outros dois cargos, qualquer curso de nível superior. O prazo para pedir isenção da taxa vai de 8 a 14 deste mês.

Para este concurso optou-se pela descentralização dos locais das provas escritas. Para delegado, a prova será aplicada em Campo Grande no dia 20 de agosto e para escrivão e investigador, no dia 17 de setembro, na Capital, Dourados e Paranaíba. Outra inovação destacada pelo titular da Secretaria de Administração e Desburocratização (SAD), Carlos Alberto de Assis, é que o edital traz todo o cronograma do concurso. “Isso é uma inovação, assim o candidato tem como se programar”, afirmou o secretário, destacando que fizeram parte da Comissão de Concurso, além de servidores da SAD, representantes da Associação dos Delegados da Polícia Civil (Adepol), Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol) e Procuradoria-Geral do Estado (PGE).

“Em tempos de crise a gente sabe das dificuldades das pessoas em se deslocarem para fazerem as provas. E foi pensando nisso que descentralizamos os locais das provas, para facilitar a participação dos candidatos”, enfatizou Reinaldo Azambuja. Carlos Alberto de Assis lembra que, outro ponto positivo, é que os candidatos de outros estados poderão fazer o concurso nas cidades mais próximas e assim ter menos despesa. E ainda não corre o risco de chegar atrasado nos locais do concurso. Ao todo, o concurso terá nove etapas, sendo a primeira a prova escrita. Outra novidade é que o exame de formação (academia) é eliminatório. Quanto a idade, o edital fixa que, para concorrer às vagas, o candidato tem que ter no mínimo 21 e no máximo 45 anos.

Fonte: Governo MS

0 Comentários

Envie seu Comentário

Antes de escrever seu comentário, Atenção! O MSAtual não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!