Melhoramento de trigo da Embrapa chama a atenção de produtores do Paraguai

Dourados - MS, 17/08/2017


Visitantes conheceram trabalho de melhoramento genético do trigo

Um grupo de quase 40 produtores da Cooperativa Colonias Unidas, do Paraguai, percorreu algumas regiões do Rio Grande do Sul na última semana com o objetivo de conhecer diferentes experiências no cooperativismo e de pesquisa agropecuária.

No roteiro, estiveram as cooperativas Languiru (Teutônia, RS), Vinícola Garibaldi (Garibaldi, RS) e as unidades da Embrapa Trigo (Passo Fundo, RS) e Uva e Vinho (Bento Gonçalves, RS).

O Gerente de Produção da Cooperativa, Eduardo Dietze, destacou a importância do produtor conseguir enxergar além da propriedade, conhecendo novas experiências que possam resultar em melhorias no sistema produtivo.

Segundo ele, o Paraguai é o país que mais cresce na América Latina: “junto com a economia, cresce o consumo de proteína animal que movimenta toda a cadeia de grãos”.

Para o produtor Cristiano Wachholz, o que mais chamou a atenção na Embrapa foi o programa de melhoramento genético de trigo.

Ele explicou que as cultivares de trigo que utiliza no Paraguai são brasileiras, ressaltando a satisfação em visitar o desenvolvimento dos materiais na Embrapa Trigo.

“Gostamos muito do trigo de duplo propósito, que ainda não é conhecido no Paraguai mas tem um grande potencial já que muitas propriedades trabalham com grãos e leite”.

A Cooperativa Colonias Unidas foi criada na década de 1950, na cidade de Obligado, ao sul do Paraguai. Atualmente, são 4 mil associados e mais de 800 funcionários. Os principais negócios da cooperativa são grãos, leite e erva-mate.

Fonte: Embrapa

0 Comentários

Envie seu Comentário

Antes de escrever seu comentário, Atenção! O MSAtual não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!