‘Ninguém vai me intimidar’, diz Jucá sobre operação da PF

Dourados - MS, 28/09/2017


O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), reagiu nesta quarta-feira, 28, à operação da Polícia Federal que teve seus filhos como alvo. “Ninguém vai me intimidar”, disse ao chegar para uma reunião na presidência do Senado. O senador acusou a juíza responsável por autorizar a operação de “retaliação. “Isso é ação de uma juíza de Roraima, que está acionada no Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Portanto, é uma retaliação. Quando tiver os dados eu vou soltar uma nota”, afirmou.

Líderes partidários estão reunidos para decidir se levam ao plenário da Casa a decisão do Supremo Tribunal Federal que afastou e determinou o recolhimento noturno do senador Aécio Neves (PSDB-MG). Questionado se considerava a operação como uma intimidação à ameaça de o Senado derrubar a decisão do STF contra Aécio, Jucá, demonstrando irritação, foi sucinto: “Deduzam”.

A Polícia Federal em Roraima, em conjunto com a Receita Federal, deflagrou a Operação Anel de Giges, na manhã desta quinta-feira, 28, com o objetivo de investigar organização criminosa acusada de peculato, lavagem de dinheiro e desvios de verbas públicas.

Dois filhos e dois enteados de Jucá são alvo da operação.

Fonte: Estadão

0 Comentários

Envie seu Comentário

Antes de escrever seu comentário, Atenção! O MSAtual não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!