quarta-feira, Abril 25

Unidade do HC de Barretos vai desafogar oncologia em Dourados

A unidade fará campanhas de prevenção, atendimentos para diagnósticos e até intervenção de pequena e média complexidade

Reunião entre políticos, empresários e representantes de diversos setores da sociedade foi realizada na ACED (Associação Comercial e Empresarial de Dourados) durante a manhã desta sexta-feira (23) para discutir e articular a criação da Unidade de Diagnóstico e Tratamento do Hospital do Câncer de Barretos em Dourados.

A unidade terá como principal objetivo desafogar a fila de quem aguarda pela oportunidade de tratamento de pequena e média complexidade.

Durante coletiva concedida à imprensa, o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun (MDB-MS) explicou que para a execução do projeto, serão necessários o investimento de R$ 30 milhões. Desse montante, um terço já foi garantido através de emendas parlamentares.

Ele afirmou que o projeto viabilizará à sociedade douradense e dos demais municípios da região e sul do Estado, o atendimento de diagnósticos e tratamento até média complexidade.

“Nós poderemos aqui em Dourados já atender aqueles casos que são precocemente detectados ou que necessitem de intervenção. Isso já daria uma resolutividade em Dourados. [Com esse serviço] Descobriríamos a doença, daríamos os diagnósticos e a resolutividade aqui mesmo” afirmou.

Para a primeira etapa do projeto serão necessários R$ 10 milhões e o tempo estimado para a estruturação geral da obra é de 18 a 24 meses.

Segundo o gestor do Hospital de Barretos, Henrique Prata, Dourados contará logo no início do projeto com uma carreta e equipamentos que farão um rastreamento organizado para a prevenção de câncer de mama e colo de útero. Esse serviço será destinado à população carente de Dourados e região.

A proposta de todo esse investimento, segundo Prata, é desafogar a fila de espera do Hospital de Barretos, que chega a durar até seis meses, submetendo o paciente a difícil realidade do combate ao câncer por maior período de tempo.

“A ideia que estamos desenvolvendo aqui é criar um complexo novo com uma cultura que faz parte do nosso protocolo” afirmou o gestor hospitalar. O Hospital do Câncer de Barretos, também chamado de Hospital do Amor, é referencia nacional no tratamento oncológico. Dentre as federações, Mato Grosso do Sul foi o estado que mais encaminhou pacientes em busca da unidade.

Para a coordenadora municipal do Hospital do Amor, Cristiane Iguma, o centro médico vai além do atendimento, diagnóstico e tratamento. O Hospital de Barretos, segundo ela, desenvolve pesquisas que contribuem para o avanço no combate à doença.

“Acredito que a presença desta instituição, que tem como foco a humanização, o atendimento de extrema qualidade ao paciente, além do controle de uma qualidade técnica muito importante para os procedimentos médicos a fim de que o paciente tenha acesso ao que existe de melhor atualmente, vai trazer um ganho muito grande para a nossa população” afirmou entusiasmada.

Fonte: Dourados News

Obrigado pela sua participação!