quarta-feira, outubro 17

Eletricista é preso suspeito de assassinar estudante brasileira na fronteira

Um eletricista, cuja identidade não foi divulgada, que teria feito um serviço na casa de Érika de Lima Corte, 29 anos, estaria preso em Pedro Juan Caballero, no Paraguai, suspeito de assassinar a vítima a facadas. A informação é do site Araguaia Notícias, que cobre a região de Pontal do Araguaia, cidade dos familiares da estudante.

O homem foi preso porque teria ficado apaixonado por Érika. Ainda conforme a publicação mato-grossense, a estudante pode ter sido vítima de abuso sexual e após ser esfaqueada teve o corpo arrastado pelo apartamento e o rosto dela foi coberto com um pano branco.

Uma amiga da vítima disse desconhecer a circunstância do assassinato, porque não estava no local do ocorrido.

O crime

Erika foi encontrada nesta segunda-feira (20), deitada no chão da residência onde morava, sem sinais de vida, de costas, com marcas de facadas, a maioria na altura do pescoço e duas no tórax. Ao todo foram 17 facadas. A faca e o celular dela foram levados do local.

A vítima era natural de Pontal do Araguaia e filha do ex-prefeito da cidade, Raniel Corte e da ex-secretária Marleide.Ela estava no segundo ano do curso de medicina. O pai de Erika, Raniel Corte, está no Paraguai e providencia o traslado do corpo e as investigações.

Obrigado pela sua participação!