ter. jun 25th, 2019

Sobe para 85 número de mortos em explosão de tubulação no México

As autoridades encerraram neste domingo (20) as buscas por vítimas da explosão em uma tubulação de combustível na região de Hidalgo, no México, que deixou ao menos 85 mortos e 74 feridos.

O incidente ocorreu na noite de sexta-feira (18) em Tlahuelilpan, Hidalgo, a 120 km da capital, quando cerca de 700 pessoas roubavam combustível por furos feitos no duto da Pemex por contrabandistas.

Quando o resgate chegou, o local do acidente estava rodeado por corpos queimados, roupas e baldes usados por algumas das vítimas.

Segundo um censo hospitalar, dos 74 feridos, 66 continuam internados, tanto na região quanto na capital do país, para onde foram encaminhados os casos mais graves.

Há pacientes com queimaduras em mais de 80% do corpo, informou o ministro da Saúde mexicano, Jorge Alcocer.

Os funerais dos mortos já começaram, mas a entrega dos corpos tem sido lenta porque estão sendo feitos testes de DNA para ajudar em sua identificação. Segundo o procurador de Hidalgo, Raúl Arroyo, a gravidade das queimaduras de 54 vítimas impediu que elas fossem identificadas sem os exames genéticos.

“É uma tragédia que nos dói muito. Estamos aqui para oferecer todo o apoio, ajuda aos moradores, às pessoas afetadas, às vítimas”, disse o presidente Andrés Manuel López Obrador em entrevista coletiva ao lado do governador de Hidalgo, Omar Fayad, após visitar a área do desastre.

Ele acrescentou que esta tragédia não muda sua estratégia contra o roubo de combustível e demonstra “infelizmente a necessidade de mantê-la”. Continuaremos a erradicar essa prática”, enfatizou.

O México vive uma crise de desabastecimento em postos de combustíveis devido a uma ofensiva do governo contra roubos em oleodutos.

Mais  Troca Barça-PSG de Neymar por Coutinho e Dembelé tem novidades; Benja revela detalhes

Quadrilhas criminosas conhecidas como “huachicoleros” costumam atacar os milhares de quilômetros de oleodutos que atravessam o México, levando o combustível das refinarias para os postos de distribuição. Os ataques muitas vezes ocorrem em áreas rurais.

A explosão do oleoduto em Tlahuelilpan ocorreu na noite de sexta depois de que traficantes de combustível perfuraram um duto e cerca de 700 pessoas se lançaram para roubar gasolina. O incêndio subsequente foi extinto pouco antes da meia-noite de sábado (19).

“O que sabemos é que havia o vazamento e uma atividade clandestina que já estava sendo resolvida pelas autoridades competentes”, explicou Omar Fayad.

Cerca de 25 militares foram à área quando se reportou que o duto tinha sido perfurado, mas não conseguiram fazer os moradores deixarem o local, relatou o secretário de Defesa, Luis Crecencio Sandoval, na entrevista coletiva realizada no Palácio Nacional da capital.

Imagens da TV local mostraram dezenas de pessoas roubando o combustível, que jorrava do duto.

Horas depois, no início da noite, foram gravadas as primeiras imagens do incêndio, com pessoas fugindo apavoradas e pedindo socorro aos gritos em função da explosão ocorrida em seguida.

“Hordas de pessoas se aproximaram (…) Ao pegar um balde de combustível, eles podem perder suas vidas”, disse o governador de Hidalgo, Omar Fayad, ao canal local Foro TV.

Mais tarde, as primeiras imagens do fogo sob o céu noturno foram mostradas, com pessoas fugindo aterrorizadas e gritando por ajuda.

“A explosão em Tlahuelilpan, Hidalgo, foi derivada da manipulação de uma aquisição clandestina por roubo de combustível no oleoduto Tuxpan-Tula. Este acidente não afeta o fornecimento de gasolina na Cidade do México “, informou a petrolífera estatal Petróleos Mexicanos.

Mais  Juristas internacionais: Todas as máscaras caíram. Lula é preso político; tem que ser libertado e seu julgamento anulado

O combustível roubado, mais barato, criou um mercado alternativo em muitas comunidades rurais mexicanas, mas custa caro ao governo. O presidente López Obrador disse que no ano passado foi roubada gasolina no valor de US$ 3,14 bilhões (cerca de R$ 11,8 bilhões).

Essas torneiras abertas ilegalmente acarretam riscos. A explosão de um oleoduto no estado central de Puebla em 2010 deixou 27 mortos, muitos feridos e várias casas destruídas.

Fonte: NotíciasAoMinuto