sáb. jul 20th, 2019

Mais Médicos prevê incorporar novamente cubanos ao programa

Profissionais da saúde que permaneceram no Brasil poderão atuar pelo SUS novamente. Governo vê dificuldade em preencher as vagas atuais

Os médicos cubanos que permaneceram no País devem ser incorporados novamente ao programa Mais Médicos, segundo informou o jornal O Estado de S. Paulo. De acordo com a reportagem, um novo projeto seria apresentado ao presidente Jair Bolsonaro já em agosto

A modificação viria por meio de uma medida provisória, e beneficiaria os cerca de 2000 cubanos que permaneceram no País depois do encerramento da parceria. O plano absorveria os profissionais de volta ao Sistema Único de Saúde (SUS) por até dois anos. Após o término deste prazo, seria requerida a revalidação do diploma.

Desde a saída dos cubanos das mais de 8 mil posições ao redor do Brasil, o governo vem tendo dificuldades em suprir os serviços de saúde – especialmente nas áreas mais isoladas, distantes dos centros urbanos.

Um levantamento feito pelo Ministério da Saúde mostrou que 1325 profissionais brasileiros, que haviam aderido ao programa, se desligaram do programa. Uma das justificativas comuns é a adesão de médicos a programas de residência em outras cidades – geralmente grandes.

O custo do Mais Médicos, no modelo original, é dividido entre governo federal e municipal. Enquanto este provê alimentação e moradia, o salário fica à cargo do Ministério da Saúde.

Fonte: Carta Capital

Sobre este editor

Carlos Telles
Minhas últimas notícias
Mais  Para explicar apoio ao setor, debate sobre ‘farra dos agrotóxicos’ deverá incluir Cade e Receita Federal