ter. ago 20th, 2019

Servidores da UPA e do Hospital da Vida prometem reduzir atendimento após anúncio de salários parcelados

A paralisação só não deve acontecer se o salário for pago de forma integral. (Foto: reprodução)

Trabalhadores da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) e do Hospital da Vida prometeram reduzir o atendimento após anúncio de que a remuneração referente ao mês de julho vai ser parcelada. A informação é de que apenas 44% do salário será pago aos servidores municipais, e o restante do valor, não tem data prevista.

Conforme informações repassadas à reportagem da 94FM, os trabalhadores estão indignados com a decisão da administração municipal. “Ganhamos um salário de miséria. Nós atendemos toda a população, inclusive, trabalhamos pelos postos, e agora, diz [prefeitura] que vai ser parcelado”, desabafou uma funcionária, que pediu para não ser identificada.

Com essa decisão, os trabalhadores falaram que também vão parcelar o atendimento a partir de sexta-feira (9). “O atendimento vai virar um caos, pois vamos fazer um escalonamento”, disse ela.

A servidora relatou que apenas um funcionário de cada setor vai estar atendendo, o restante, estará no protesto que, provavelmente, deve acontecer em frente da UPA.

No total,  o Hospital da Vida e a UPA atendem, além de Dourados, mais 32 municípios da região, com uma estimativa de 800 mil pacientes.

Outra reclamação é sobre a falta de funcionários nas duas unidades de saúde. Mesmo com a intervenção municipal nos serviços da Fundação de Saúde de Dourados (Funsaud) para melhorar a situação na UPA e no Hospital da Vida, trabalhadores continuam reclamando da falta de planejamento e administração.

Na Unidade de Pronto Atendimento, por exemplo, a funcionária relatou que atualmente tem apenas seis trabalhadores na área verde, onde o ideal seria dez.

A paralisação só não deve acontecer se o salário for pago de forma integral.

Salário parcelado

pagamento vai ser feito em duas parcelas. A primeira, deve ser realizada até quinta-feira (8), e a segunda, ainda não tem data prevista. Há a informação, ainda não confirmada, que o restante do valor será quitado no próximo dia 13.

Mais  STJ nega recurso e autor de feminicídio poderá ir a júri popular

No mês passado, apenas servidores que ganham até R$ 5.789,00 líquidos tiveram o pagamento realizado no 5° dia útil. O restante, só recebeu o salário no dia 11 de julho.

Contato com a secretaria de Saúde

A reportagem da 94FM entrou em contato na manhã desta quarta-feira (7) com a secretária de saúde Berenice de Oliveira Machado de Souza, nomeada como interventora da Fundação, e aguarda retorno.

Intervenção na Fundação que administra UPA e Hospital da Vida

No dia 13 de junho foi publicado no Diário Oficial do Município decreto que declara intervenção municipal nos serviços da Fundação de Saúde de Dourados (Funsaud).

A Funsaud é responsável pela gestão administrativa e hospitalar do Hospital da Vida e da UPA (Unidade de Pronto Atendimento), e com o decreto publicado naquele dia, pelos próximos seis meses, o controle passar a ser da secretária de saúde Berenice de Oliveira Machado de Souza, nomeada como interventora da Fundação, e Maria Izabel de Aguiar, que passa a ser coordenadora geral.

De acordo com decreto, que foi assinado pela prefeita Délia Razuk no dia 11 de junho, fica determinada a intervenção pelo Poder Executivo Municipal de Dourados na Funsaud e, a partir do dia 13, a administração municipal tem responsabilidades como: promover compras de equipamentos, medicamentos, insumos e suprimentos, promover contratações – inclusive com a utilização da hipótese de dispensa por emergência, elaborar o plano de recuperação da gestão, dos direitos e obrigações da Funsaud.

Fonte: 94FM

Sobre este editor

Carlos Telles
Minhas últimas notícias
Mais  Murilo apresenta a Tereza Cristina projetos de infraestrutura para assentamentos