sex. nov 15th, 2019

O conflito histórico com a Irlanda que ameaça acordo do Brexit

Atualmente não há uma fronteira rígida, com controle de mercadorias e passaportes, na fronteira entre Irlanda do Norte e República da Irlanda

Um dos principais pontos das negociações do Brexit, a saída do Reino Unido da União Europeia, é a fronteira que separa a Irlanda do Norte e a Irlanda.

A Irlanda do Norte é um território britânico e forma — junto com Inglaterra, País de Gales e Escócia — o Reino Unido. Já a República da Irlanda é um país independente.

A questão da fronteira entre os países voltou a ficar em evidência nesta quinta-feira (17/10), quando o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, e o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, anunciaram ter chegado a um acordo sobre o Brexit. O texto precisa ser votado no Parlamento britânico.

O partido norte-irlandês DUP — que tem sido um dos principais entraves para a aprovação do Brexit —, porém, divulgou comunicado manifestando oposição ao acordo, sob a alegação, entre outros pontos, de que os acertos alfandegários propostos por Johnson prejudicariam comercialmente o país.

Atualmente, essa fronteira, que se estende por cerca de 500 km (um pouco mais do que a distância entre Rio de Janeiro e São Paulo), é uma “fronteira aberta”, ou seja, bens, serviços, capitais e pessoas podem circular quase que livremente de um lado para o outro.

Fonte: BBC Brasil

Mais  Bolsonaro sobre fim do DPVAT: “Quem quiser fazer seguro pode procurar seguradora”