Após ultrassom, mulher descobre que gravidez é um cisto no ovário

Kirsty Butler não percebeu que, lentamente, sua barriga estava crescendo. Ela também não tinha nenhum outro motivo para suspeitar que estava grávida mas, após a insistência de colegas de trabalho, a jovem de 22 anos decidiu tirar a dúvida: “As pessoas continuavam perguntando se eu estava grávida, então eu resolvi fazer um teste de gravidez“, revelou a mulher ao The Daily Mirror.

Não só Kirsty estava, de fato, grávida, como médicos revelaram que a gravidez já tinha 30 semanas. A jovem e o namorado, Celern, comemoraram a novidade e se programaram para fazer o primeiro ultrassom. Foi no exame, no entanto, que o “pesadelo começou”: “A minha barriga de gravida era, na verdade, uma enorme massa. Meu bebê era muito pequeno, pequeno demais para criar uma barriga“, desabafou a mulher. O feto tinha apenas 6 semanas.

A massa que os médicos identificaram no exame era um cisto no ovário de 30 por 20 centímetros, que ameaçava destruir o útero da jovem mãe. A mulher, no entanto, esperou por uma operação: “Eu decidi esperar até estar com onze semanas de gravidez porque o procedimento seria mais seguro para o bebê. Mas quando eu fiz um novo ultrassom uma semana antes da cirurgia, os médicos me disseram que não havia batimento cardíacos. O meu bebê foi superado pelo enorme cisto e isso acabou comigo“, contou Kirsty.

Após a cirurgia para remover o cisto e o meu bebê, eu passei seis semanas no hospital até que me liberassem para voltar para casa“. O casal ficou arrasado após a história. “Eu tive sorte que meu cisto era benigno, mas eu tive que remover o meu ovário porque ele foi esmagado por ele. Se eu tivesse esperado mais, ele teria começado a esmagar outros órgãos“, explicou a mulher ao The Daily Mirror.  A jovem também compartilhou imagens da operação para alertar outras mulheres. Atenção: imagens fortes.

Mais  Ascite / Barriga d’água

Eu e Celern esperamos aumentar a nossa família no futuro próximo, eu só prestarei mais atenção na próxima vez que o meu estômago começar a inchar“, revelou a jovem após o trauma. A mulher também está passando por testes de fertilidade para garantir que poderá ter um bebê no futuro. “Foi tão traumático perder o meu bebê e passar pela recuperação da cirurgia“, desabafou. “Eu e o Celern definitivamente queremos filhos no futuro, então eu decidi checar se era possível. Fiquei muito feliz ao descobrir que eu tenho óvulos suficientes em um único ovários“.

Fonte: VejaSP

Notícias parecidas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *