Bolsonaro se prepara para maquiar o desemprego

O jornalista Ricardo Miranda criticou o anúncio nesta quarta-feira, 7, do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) de que irá extinguir o Ministério do Trabalho.

“Sem Ministério do Trabalho, maquiando os dados de emprego e renda, Bolsonaro, eleito com uma Fantástica Fábrica de Fake News, pode criar o País das Maravilhas. De Willy Wonka, passará a Alice – junto com Ony Lorenzoni, o Gato de Cheshire, e Paulo Guedes, ou Absolem, a lagarta lisérgica que não tira o narguilé da boca -, transmitindo ao país seu ‘milagre econômico’ turbinado por fumaça enquanto negocia com o Congresso, em meio o fog democrático, as leis e mudanças constitucionais que quer”, disse Miranda.

O jornalista lembra que o tema é um dos mais sensíveis na economia, com uma taxa de 11,9% de desemprego. “A intenção é evidente: maquiar os números. Tão óbvio que economistas que acompanham os dados de mercado de trabalho e funcionários do IBGE estrilaram. Só para que se tenha uma ideia, o IBGE foi criado em 1936, passou pelo Estado Novo e pelo Regime Militar sem nunca ter sofrido qualquer tipo de interferência de um presidente. Bolsonaro diz se inspirar num pais quebrado, a Argentina, que fez uma intervenção no órgão de pesquisa que causou descrença na taxa de inflação. Depois disso, a revista britânica The Economist deixou de publicar os dados oficiais da Argentina”, diz Ricardo Miranda.

“Bolsonaro prepara-se para mexer em um dos índices mais confiáveis do país, a metodologia que mede taxas de emprego e renda, divulgada pelo IBGE”, acrescenta.

Fonte: Brasil247

Notícias parecidas

Mais  Declaração de Moro sobre Lorenzoni foi uma vergonha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *