quarta-feira, outubro 17

Ciência

Ex-engenheiro da NASA criou uma arminha de água gigante e destruidora

Ex-engenheiro da NASA criou uma arminha de água gigante e destruidora

Capa, Ciência
Uma arminha de água é um brinquedo inofensivo que pode ajudar as crianças a se divertirem de um jeito refrescante em dias quentes, isso é fato. Contudo, quando você deixa um brinquedo desses nas mãos de um ex-engenheiro da NASA, o resultado pode ser a inspiração para uma “arminha gigante” capaz de destruir muitas coisas que pararem diante de seu jato. Esse é o caso de Mark Rober, criador da maior arminha de água de que se tem notícia, com direito a registro no Guiness Book e tudo mais. O equipamento é pouco portátil com seus 2,1 metros de comprimento, mas é capaz de disparar água a uma pressão de 2.400 psi, emitindo jatos a incríveis 391 km/h. Em um vídeo publicado em seu canal do YouTube, Rober mostra todo o processo de construção do equipamento e também algumas demonstrações de ele em
Maior eclipse lunar século poderá ser visto por 102 minutos em MS

Maior eclipse lunar século poderá ser visto por 102 minutos em MS

Capa, Ciência, MS
O eclipse lunar mais longo do século 21, que terá um total de 1 hora e 42 minutos, poderá ser observado no 27 de julho em todas as partes do mundo. No horário de Mato Grosso do Sul, o eclipse começa às 14h24 e a fase de totalidade vai durar 102 minutos, a partir da 15h30. Os eclipses lunares acontecem quando o satélite natural terrestre é ocultado pela sombra da Terra, o que não ocorre todos os meses, porque a órbita lunar está inclinada com relação à da Terra. Durante o eclipse, mais visível à noite, a Lua não desaparece de vista, mas adquire uma tonalidade avermelhada. Ao contrário dos eclipses solares, os lunares são visíveis desde qualquer lugar do mundo, uma vez que a Lua está sobre o horizonte no momento do eclipse, explicou o Instituto de Astrofísica das Canárias à Agênc
Asteroide descoberto há 3 anos reforça a existência do nono planeta

Asteroide descoberto há 3 anos reforça a existência do nono planeta

Ciência, Destaque, Mundo
Um grupo de 38 cientistas descobriu por que o asteoide 2015 BP519, descoberto há três anos, tem uma inclinação de 54 graus em relação aos demais astros do Sistema Solar. Segundo este artigo científico, o corpo celeste segue esta rota única por influência gravitacional de um nono planeta, localizado após Plutão (que, atenção, não é mais considerado um planeta). A possível existência de um nono planeta não é um assunto novo. Já em 2014, uma dupla de astrônomos norte-americanos suspeitou desta existência enquanto estudava um planeta-anão bem longe da Terra. De acordo com a revista Superinteressante, os pesquisadores ainda não podem dizer que as evidências são suficientes para comprovar a existência do Planeta 9. No entanto, a hipótese ganha cada vez mais corpo com estas descobertas.
Visite planetas fora do nosso sistema solar nesse passeio virtual da NASA

Visite planetas fora do nosso sistema solar nesse passeio virtual da NASA

Ciência
Ainda não é hoje que podemos tirar férias em outro planeta, muito menos em um que fique fora do nosso sistema solar, orbitando uma estrela que não seja o nosso Sol. Mas apesar de distantes, nós temos conhecimento de pelo menos 3,7 mil dos chamados exoplanetas, espalhados em 2,8 mil sistemas diferentes. E a NASA quer levar você para conhecer alguns deles, nem que seja virtualmente. O site Exoplanet Exploration, lançado pela agência de exploração espacial do governo dos EUA, reúne passeios virtuais por alguns desses planetas. Como fotos das suas superfícies ainda não existem, as imagens são criadas por artistas, que utilizam todos os dados coletados sobre esses astros até hoje para criar uma representação próxima da realidade. Também ainda não sabemos se esses planetas têm ou não uma atmos
Cientistas testam aparelho que extrai água potável do ar mesmo em desertos

Cientistas testam aparelho que extrai água potável do ar mesmo em desertos

Capa, Ciência, Mundo
Parece absurdo, mas, em pleno 2018, BILHÕES de pessoas no mundo ainda sofrem com a falta de acesso à água potável. Felizmente, um experimento liderado pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos Estados Unidos, parece promissor na busca de uma solução para esse problema básico da nossa civilização. O aparelho testado é capaz de extrair água potável até mesmo do ar de desertos. O teste foi realizado na cidade de Tempe, no Arizona, que oferece condições similares às encontradas nas regiões mais áridas do planeta. Na verdade, ela é uma delas. Por lá, a umidade relativa média do ar no ano é de 31%, mas durante os meses mais secos fica constantemente abaixo dos 10%. Ou seja, é praticamente um deserto urbano. COMO? O sistema conta com uma tecnologia baseada em estruturas me
EUA estão se preparando para identificar rostos através de paredes

EUA estão se preparando para identificar rostos através de paredes

Capa, Ciência, Mundo
Imagine um governo que possui tecnologia suficiente para criar uma inteligência artificial capaz de identificar rostos – não do jeito convencional, mas sim através de paredes, detectando o calor emitido pelos corpos. Parece uma situação de algum filme futurista ou episódio de "Black Mirror", né? Só que não. Na verdade, estamos falando de uma tecnologia que está sendo desenvolvida pelos Estados Unidos. Recentemente, foi publicado um relatório que mostrava que os cientistas do Laboratório de Pesquisa do Exército do país estão trabalhando em uma tecnologia que permita que o exército reconheça rostos com pouca luminosidade – inclusive através de paredes. No estudo, é explicado como é possível associar o reconhecimento facial feito por algoritmos de inteligências artificiais às tecnologias de
China quer fazer chover artificialmente

China quer fazer chover artificialmente

Capa, Ciência, Mundo
A China é um país de exageros. Além de possuir uma extensão territorial imensa, perdendo no mundo apenas para a Rússia e o Canadá, é onde se encontra a maior população do planeta – 1,396 bilhão de pessoas vivem lá. E as coisas não param por aí: os projetos chineses de engenharia também são, geralmente, gigantescos, incluindo barragens monstruosas e outras maravilhas arquitetônicas. É por isso que não era possível esperar algo menor quando certo projeto para fazer chover artificialmente foi detalhado (na medida do possível) por uma matéria do South China Morning Post. Chamado Tianhe em chinês, o que significa algo como “rio no céu”, o sistema que vem sendo desenvolvido pelo governo chinês tem como objetivo fazer chover mais no planalto do Tibete, região que sofre muito com as mudanças cl
Por que os aliens ainda não chegaram à Terra?

Por que os aliens ainda não chegaram à Terra?

Capa, Ciência
O que "E.T. - O Extraterrestre", "Alf", e as criaturas de "A Chegada" têm em comum? Todos eles conseguiram romper com as forças gravitacionais de seus planetas e viajar pelo espaço, de uma forma ou de outra chegando até a Terra. Segundo Michael Hippke, pesquisador independente afiliado ao Sonneberg Observatory, na Alemanha, é isso que está faltando para que o nosso planeta receba as tão esperadas visitas alienígenas. De acordo com ele e sua mais recente pesquisa, se existem mesmo seres vivos e conscientes fora do Sistema Solar, eles podem estar presos em seus próprios planetas por um campo gravitacional extramemente poderoso — muito mais forte do que o nosso —, de forma que não conseguiram iniciar ainda suas missões de exploração espacial, como nós terráqueos já fazemos. Entre
Philip Morris quer levar cigarro alternativo aos EUA em 2017

Philip Morris quer levar cigarro alternativo aos EUA em 2017

Ciência, Destaque
A Philip Morris International está prestes a testar seu aparelho iQOS no mercado -- o produto mais avançado de sua iniciativa de bilhões de dólares para desenvolver alternativas ao cigarro -- com lançamento nos EUA já no ano que vem, levando a iniciativa adiante antes mesmo de o órgão regulador da saúde do país responder se o produto pode ser rotulado como mais seguro que os cigarros tradicionais. O iQOS, que aquece o tabaco sem queimá-lo, poderá ser lançado assim que a Administração de Alimentos e Medicamentos dos EUA (FDA, na sigla em inglês) aprovar sua venda, disse o CEO Andre Calantzopoulos em entrevista, na quarta-feira, no escritório da empresa em Lausanne, Suíça. A Philip Morris avançará com o lançamento sem esperar um processo de análise mais demorado da FDA que poderia perm
Estudo analisa como crescimento de neurônios é regulado

Estudo analisa como crescimento de neurônios é regulado

Ciência
Durante o desenvolvimento do sistema nervoso, os neurônios crescem e projetam seus axônios – ramificações pelas quais os impulsos nervosos são conduzidos – ao longo de um caminho bem definido. Neurocientistas tentam, há décadas, desvendar os fatores que orientam esse processo. Diversos estudos demonstraram a importância de sinais químicos para guiar o trajeto neuronal. Algumas moléculas secretadas por células do tecido nervoso, entre elas as proteínas efrina e semaforina, podem repelir ou atrair os axônios para uma determinada direção. Agora, um novo estudo, cujo resultado foi divulgado na revista Nature Neuroscience, revelou que o processo também é mediado por sinais mecânicos, relacionados com o grau de rigidez do tecido. A pesquisa foi coordenada por Kristian Franze, professor