Guarda usa arma de choque contra paciente que reclamava da falta de médicos

Uma confusão entre paciente e um guarda civil municipal da cidade de Sorocaba em São Paulo, aconteceu dentro da UPA, Unidade de Pronto Atendimento localizada no bairro Laranjeiras.

O vídeo que teve transmissão ao vivo pela internet causou muita indignação e rendeu diversos comentários na web.

A investigação foi assumida pela Corregedoria da CGM para apurar os fatos, enquanto isso, o guarda municipal ficará afastado por 30 dias.

A paciente foi quem fez o próprio vídeo da confusão, ela é Célia Ramos, 40 anos. Se dirigiu ao atendimento médico da UPA porque não se sentia bem. A paciente informou que já estava muito tempo aguardando consulta médica e que na unidade de Unidade de Pronto Atendimento só havia um médico.

Inconformada com a situação, a mulher seguir pelo corredor da UPA e começou a filmar as salas para mostrar que não tinha médico e que estavam vazias.

Nesse momento um médico aparece e pede que o guarda civil municipal tome providências para com a paciente. No vídeo feito pelo celular da paciente ele pede que ela pare de filmar; “por gentileza desligue o telefone” e informa que ela deve procurar a prefeitura.

Como Célia se recusa, o desentendimento acontece em seguida, por um breve momento o vídeo é interrompido e a paciente aparece deitada no chão pedindo socorro quando o vídeo volta.

“Socorro, o cara atirou em mim, na minha hérnia. Pelo amor de Deus, olha isso”.

É possível observar no vídeo que o guarda está guardando a arma e a mulher deitada no chão.

Foi feito boletim de ocorrência e as imagens das câmeras de segurança da UPA também serão analisadas, além do vídeo transmitido pelo celular da paciente.

Em justificativa do ocorrido, a prefeitura informou que a paciente tentou pegar a arma do guarda civil municipal. Também foi informado que ela estava esperando atendimento há 15 minutos, tempo considerado aceitável.

Mais  Funcionária de conselho fala em 'qualquer lixo' no Mais Médicos e gera crise

Fonte: Maetips

Notícias parecidas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *