qui. fev 21st, 2019

Moradores reclamam na Energisa e concessionária ‘culpa’ usuários

Dezenas de pessoas estiveram no início da tarde desta segunda-feira (21) em frente a concessionária de energia Energisa, de Dourados. Manifesto pacífico agendado por redes sociais pediu uma explicação sobre o aumento excessivo nas contas de luz nos últimos três meses.

O diretor do Procon, Mário Júlio Cerveira, a Defensora Pública do Consumidor Mariza Fátima Calixto e o vereador e deputado estadual eleito Marçal Filho acompanharam o manifesto e também cobraram explicações da concessionária.

Reclamações contra a Energisa não faltava, tanto que equipe da diretoria da concessionária de Campo Grande veio a Dourados prestar esclarecimentos. De início, as pessoas se organizaram em frente a Energisa, no entanto, a empresa se negou a dar explicações.

O vereador Marçal Filho interveio, mas a concessionária queria receber individualmente apenas o parlamentar. “A explicação deve ser dada a todas as pessoas que estão aqui aguardando resposta”, argumentou Marçal, se recusando a se reunir em portas fechadas.

Como ninguém da empresa se manifestou, as pessoas entraram no salão de atendimento ao público, no interior da Energisa. Com contas em mãos, muitos deles protestaram sobre o aumento. É o caso do comerciante Flávio Nascimento, que viu o empreendimento ter o valor de energia saltar de R$ 974 para R$ 1485, em 60 dias.

Quem também reclamou foi Alberto Nascimento. Na casa dele a conta veio R$ 154 em outubro. Já em janeiro R$ 343. “Não mudou a rotina na casa. Os mesmos aparelhos como tevê, geladeira, ventilador permaneceram ligados esses meses todos. Não dá pra acreditar que dobrou a conta em 90 dias”, contou revoltado.

O diretor do Procon disse ao Dourados Agora que na última sexta-feira o órgão recebeu 10 pessoas que prestaram reclamação contra a Energisa e nesta segunda-feira saltou para 50. Ele acredita que durante esta semana o atendimento irá aumentar ainda mais. “Pedimos que todas as pessoas que se sentirem lesadas procure o Procon com as três últimas contas, documentos pessoais e medida de leitura do padrão”, explicou.

Mais  Moro é questionado no Conselho de Ética por suposta reunião com a Taurus

A Energisa

Após insistência do vereador Marçal e das pessoas que entraram no salão da Energisa, o coordenador comercial da concessionária, Jonas Ortiz Rudis, decidiu conceder coletiva à imprensa com a presença da população.

Em meio a gritos e vaias ele falou que as altas temperaturas registradas em Mato Grosso do Sul principalmente no último mês de dezembro causaram elevação do consumo de energia dos clientes, já que essa alteração que está sendo percebida nas contas de luz do mês de janeiro, é referente ao período de dezembro.

Argumentou ainda que o recesso escolar naturalmente já provoca aumento de consumo e somado às altas temperaturas, os equipamentos exigem maior refrigeração e automaticamente consumem mais energia para funcionar adequadamente.

Informou ainda que a Energisa está em contato com o Procon para quaisquer esclarecimentos e os clientes que se sentirem lesados podem procurar pessoalmente a concessionária ou obter dúvidas e informações pelo telefone 0800 722 7272.

Fonte: DouradosAgora

Notícias parecidas