MP mira R$ 7,2 milhões de ex-procurador de Justiça do RJ

O Ministério Público do Rio de Janeiro pediu para que a Justiça torne indisponível R$ 7,2 milhões em bens do ex-procurador de Justiça Cláudio Soares Lopes, segundo informações do G1.

A quantia é referente ao valor de propina recebida por Lopes durante o período em que chefiou a instituição entre março de 2009 e dezembro de 2012.

De acordo com o MP-RJ, Lopes foi cooptado pelo grupo do então governador Sérgio Cabral, e teria recebido, mensalmente, R$ 150 mil para inibir investigações e repassar informações privilegiadas.

Caso não tenha R$ 7,2 milhões nas contas de Cláudio Lopes, o sequestro de bens pode incluir os móveis e imóveis de posse do ex-procurador geral.

Cláudio Lopes foi preso no último dia 8 de novembro por determinação do Tribunal de Justiça do RJ.

Fonte: MSN

 

Notícias parecidas

Mais  Nova ministra das Mulheres: 'Gravidez é problema que dura só 9 meses'

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *