qui. fev 21st, 2019

“Não é tão grave quanto corrupção”, diz Moro sobre caixa 2

O ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sergio Moro, abordou nesta quinta-feira (7) a criminalização do caixa dois, um dos pontos tratados no pacote anticrime apresentado por ele no início desta semana.

“Os políticos que me perdoem, mas caixa dois é trapaça, é crime. Não tão grave quanto a corrupção, mas tem de ser criminalizado”, disse o ministro, em fala registrada pelo jornal O Estado de S. Paulo.

O plano apresentado pelo ex-juiz federal na segunda (4) “reciclou” alguns tópicos do pacote das 10 medidas contra a corrupção que fracassou no Congresso entre 2016 e 2017. Encabeçado pela Procuradoria da República no Paraná, berço da Lava Jato, o pacote das 10 medidas foi um projeto que contou com a assinatura de mais de 2 milhões de pessoas.

Moro, que à época era o juiz titular da 13ª Vara Federal de Curitiba, chegou a participar de uma sessão da comissão que analisava o projeto na Câmara para defender a iniciativa. Na ocasião, a proposta foi barrada no Congresso.

Entre as medidas “recicladas” pelo ministro em seu projeto anticrime, estão as que endurecem o cumprimento das penas para condenados pelos crimes de peculato (crime praticado por funcionário público contra a própria administração pública), corrupção passiva e corrupção ativa.

A proposta que chegou à Câmara previa o aumento da pena para quem cometesse tais crimes. O projeto de Moro não altera o tamanho das penas, mas determina que o regime para cumprimento das sentenças seja, inicialmente, o fechado. A ideia é evitar que condenados por corrupção comecem o cumprimento de suas penas em regimes mais brandos, como o semiaberto.

Fonte: Yahoo

Sobre este editor

Maryone Azevedo
Trabalhando para trazer a verdade ao público!

A verdadeira informação é a salvação de uma nação livre de injustiças!
Mais  Redução das desigualdades sociais é prioridade para o PDT
Minhas últimas notícias

Notícias parecidas