qui. fev 21st, 2019

Os cortes de tráfego e a operação de segurança do rio final

Neste sábado, as tarefas em torno do Monumental começam às 9 da manhã. Haverá também tropas no Obelisco e La Bombonera.

A revanche da final da Copa Libertadores entre Rio e Boca será reforçada por 2.200 agentes de segurança (1.300 policiais e 900 privadas) será a face visível de um mega-ofertas a partir de 9:00 este histórico Sábado 24 Novembro, oito horas antes do início do jogo, marcado para 17.

River – Boca, a revanche da final: equipes prováveis, TV e tudo o que há para saber

Embora o Monumental abra suas portas às 13 horas, os acessos e o River District estarão fechados ao tráfego desde o início. Além disso, três anéis de armazenamento e controle de ingresso serão implementados para evitar a presença de pessoas sem ingressos nas proximidades do estádio. Para acelerar os preparativos, a liderança do milionário decidiu que na sexta-feira dia 23 o clube fechará suas portas algumas horas antes.

Aqueles que vão para o estádio devem transportar a DNI de forma obrigatória: o pessoal de segurança verificará se a identidade das pessoas corresponde ao nome que aparece em cada uma das passagens. Em caso de não superar o controle, o portador terá um registro e será impedido de acessar os tribunais por seis meses. Em tanto,  os menores de 16 anos só poderão entrar acompanhados por um maior. A partir dessa situação, a liderança do milionário recomendou expressamente ao público que comparecesse ao tribunal com o tempo, para evitar atrasos no acesso.

Em relação aos elementos proibidos, River lembrou que a entrada de foguetes ou qualquer outro tipo de pirotecnia não será permitida. E uma ênfase especial foi colocada no pedido para que os fãs não cantem cânticos xenófobos.

Além disso, as agências de segurança decidiu para montar a operar em dois pontos centrais da cidade: o Obelisco, onde haverá celebrações dos fãs da equipe que consagra e La Bombonera, onde ele também tem planos para ir para celebrar o público de Boca em caso de ser campeão. Conforme relatado, para o Superclássico serão afetados membros da Polícia Federal, da Cidade e da Gendarmaria, bem como cadetes do programa Safe Tribune.

Fonte: Onefootball

Sobre este editor

Luan Gabriel de Azevedo
Minhas últimas notícias
Mais  Tóquio vai fazer todas as medalhas das olimpíadas de 2020 com lixo eletrônico

Notícias parecidas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *