sáb. fev 23rd, 2019

Saraiva pede recuperação judicial e cita Netflix e Spotify em documento

Após fechar as portas de 19 lojas, incluindo oito unidades da iTown, que vendia produtos da Apple, a Livraria Saraiva pediu, nesta sexta-feira (23) recuperação judicial para tentar reestruturar o negócio. Atualmente, a empresa tem uma dívida de R$ 674 milhões e atrasou diversos pagamentos para as editoras que fornecem os livros. As informações são do jornal Estado de S. Paulo.

Uma das medidas tomadas pela empresa para se recuperar envolve deixar áreas consideradas como de baixa de rentabilidade. É o caso da venda de produtos como smartphones, notebooks e tablets, um setor no qual a livraria enfrenta a concorrência de vários gigantes do varejo brasileiro. Segundo apurou o jornal, a Saraiva vai procurar fazer uma parceria com alguma outra rede para continuar a oferecer eletrônicos em suas lojas.

Outra área importante para a empresa que sofreu com o avanço da tecnologia nos últimos anos é a de vendas de músicas e filmes. No documento que pede a recuperação judicial, a empresa chega a citar serviços de streaming como Netflix e Spotify como exemplos do tipo de competidores que a livraria passou a ter de lidar recentemente. Esse setor já chegou a segunda principal fonte de receita da empresa.

 

Fonte: Tecmundo

Mais  Lei Rouanet: para além dos memes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *