Vereador cobra solução para evitar inundação em túnel

O vereador Marçal Filho (PSDB) cobra da Prefeitura de Dourados uma solução para evitar alagamento no túnel entre os bairros Parque das Nações II e II, em Dourados. Sempre quando ocorre forte chuva, como no fim de semana, o local fica inundado.

Marçal esteve no túnel acompanhado de engenheiro civil, que aconselhou, para amenizar o problema, a construção de bocas de dragão, estrutura de captação de água de chuva construída de uma lateral até a outra da rua, e fechado com grades de ferro. Esse sistema existe em várias ruas da cidade.

A região do túnel é atendida por sistema de drenagem, porém existem apenas os bueiros tradicionais. Como o volume de enxurrada é grande, não suporta a quantidade de água e causa alagamento. A situação é ainda mais complicada porque a enxurrada de várias ruas do bairro deságua na via de acesso ao túnel, a Honduras. “É preciso que haja uma solução”, cobrou o vereador durante vídeo ao vivo pelas redes sociais.

Parte do asfalto do Parque das Nações I também vem sendo prejudicado com as fortes chuvas. Na rua Venezuela, por exemplo, a enxurrada levantou a camada asfáltica e carregou até a rua Honduras.

Esses problemas são antigos. Entra e sai administração municipal e a situação se agrava cada vez mais. Marçal Filho encaminhou ofício ao Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA/MS) de Mato Grosso do Sul, pedindo um parecer técnico sobre o túnel, de forma a apontar as falhas de engenharia e indicar uma solução para evitar alagamento.

O vereador aproveitou para lembrar sobre a necessidade de limpeza periódica nos bueiros e falou sobre um Projeto de Lei de sua autoria, chamado de bueiros inteligentes, que tem como medida implantar sextos vazados nos bueiros, de forma que todo o lixo sólido fique preso, para facilitar a limpeza e evitar entupimentos. O projeto ainda vai para votação na Câmara.

Mais  Morador flagra funcionário de empresa tapa-buracos ‘surrupiando’ areia particular

Fonte: DouradosAgora

Notícias parecidas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *